terça-feira, 5 de agosto de 2008

Araraquara é a oitava cidade mais desenvolvida do país

Cidade se destaca nas políticas voltadas para a educação e saúde

Araraquara é a oitava cidade mais desenvolvida do país, de acordo com o IFDM Índice de Desenvolvimento Municipal elaborado pela Firjan (Federação das Indústrias do Rio de Janeiro) que mede a eficiência das políticas públicas municipais.

A avaliação é feita entre 0 e 1 e leva em consideração os indicadores de emprego e renda, saúde e educação. O índice geral de Araraquara é de 0,8976, acima da média do Brasil (0,7129) e do Estado de São Paulo (0,8499). O indicador da Firjan tem mais variáveis que o IDH-M da ONU para medir o desenvolvimento das cidades brasileiras.

Entre as cidades da região, Araraquara fica à frente de São Carlos (12ª), Ribeirão Preto (30ª), Rio Claro (68ª), Matão (78ª), entre outras. As cidades do interior, de acordo com o ranking, ocupam as 20 primeiras colocações. De acordo com Patrick Carvalho, chefe de estudos econômicos da Firjan, o interior se desenvolveu mais que as capitais no inicio dessa década. "Isso mostra a diversificação do desenvolvimento brasileiro, que é mais sustentável e não provoca a migração para as grandes cidades."

Educação - Entre os três indicadores de avaliação do município, a educação é a que obteve a melhor avaliação, com índice de 0,9546, o que coloca Araraquara em primeiro lugar entre as 100 primeiras cidades do ranking.

O indicador de educação é formado pelas seguintes variáveis: taxa de atendimento no ensino infantil; taxa de distorção idade-série; percentual de docentes com curso superior; número médio diário de horas-aula; taxa de abandono escolar; e, resultado médio no índice de desenvolvimento da educação básica.

Segundo dados da Secretaria Municipal de Educação, neste ano estão matriculados 8.462 alunos na educação infantil, 6.231 no ensino fundamental, 61 na educação especial e 705 na EJA (Educação de Jovens e Adultos). Do total de alunos matriculados em 2007, apenas 1,62% evadiram-se. A taxa de aprovação em 2007 foi de 93,28% e a de retenção, 5,1%.

Já a avaliação da saúde também coloca Araraquara em quarto lugar entre as 100 mais desenvolvidas do país, com índice de 0,9473. A saúde é avaliada pela quantidade de consultas pré-natal; taxa de óbitos mal-definidos; e taxa de óbitos infantis por causas evitáveis.

2 comentários:

J Junior disse...

Bom Gabriel, curti essa matéria. Em questão de emprego se é uma pessoa que eu admiro muito é o trabalho do secretário de desenvolvimento, Ele, junto com a Administração de hoje conseguiram trazer muitas empresas para a cidade. E se não fosse esta administraçãoo eu não estaria trabalhando agora. Antes para trabalhar na area que eu estudo eu teria que pensar em sair da cidade, agora não, pois existem muitas empresas na minha area na cidade: Area de TI.
O que falta agora é trazer faculdade pública de Ciencias exatas para nossa cidade. Eu acredito que se isto acontecer, poderemos crescer mais ainda em desenvolvimento e mercado de trabalho.

Francisco Castro disse...

Olá, gostei muito do seu blog e de sua abordagem.

Parabéns!

Um abraço